Mostrando resultados 1 até 7 de 7
  1. #1

    Padrão Diferentes riscos = Diferentes procedimentos

    Boas!
    Pedia ao Jgv que editasse este post e explicasse os procedimentos a tomar caso o risco fosse fundo, médio ou superficial. Do género explicar que lixas se usam (se forem necessárias), velocidades da orbital, etc.

    Obrigado José!

    os carros são como as mulheres, nunca se decidam sem entrar la dentro e darem uma voltinha, pois um exterior lindo pode esconder um interior desagradavel</p>

  2. #2
    Registado em
    Jun 2004
    Idade
    51
    Posts
    9,831

    Padrão Re: Diferentes riscos = Diferentes procedimentos

    A forma de lidar com os riscos depende essêncialmente da sua profundidade e das ferramentas de que dispômos, por exemplo, não aconselho ninguém a lixar se não tiver uma rotativa e um composto de corte para remover as marcas de lixagem.
    Uma regra normalmente usada quanto à possibilidade de removermos um certo risco é de que se o sentimos com a unha é porque passou a camada de verniz e não o vamos remover sem causar maiores danos, podemos sim disfarçá-lo.
    O que conseguimos remover à mão ou mais fácilmente com uma orbital são as marcas superfíciais deixadas pelas lavagens e outros que tais, que são a esmagadora maioria dos defeitos encontrados.

    Wax on, wax off
    </p>

  3. #3

    Padrão Re: Diferentes riscos = Diferentes procedimentos

    Mas imaginando que temos uma orbital e o risco ultrapassou a camada de verniz, qual a melhor forma para disfarçá-lo? Com uma orbital é complicado de remover riscos mesmo assim?

    </p>

  4. #4
    Registado em
    Jun 2004
    Idade
    51
    Posts
    9,831

    Padrão Re: Re: Diferentes riscos = Diferentes procedimentos

    É preciso não esquecer que nós não queremos nunca dar cabo da pintura, a ideia não é desgastá-la prematuramente, por isso usamos métodos que apesar de eficazes, são suaves, seguros.
    A forma como se processa o 'disfarçar' do risco é através do arredondamento das suas esquinas, de maneira que não reflita a luz em anglo recto, tornando-o 'invisível'. Isto consegue-se na maior parte dos casos usando os processos aqui descritos.
    Agora, onde não há tinta ou verniz só voltando a pôr é que se consegue...

    Wax on, wax off
    </p>

  5. #5
    Registado em
    Jun 2004
    Idade
    51
    Posts
    9,831

    Padrão Re: Re: Diferentes riscos = Diferentes procedimentos

    Miguel, é quase impossível remover as marcas de lixa sem uma rotativa, mas para isso é usar lixe de grão 1500 e depois usar o UPP. A lixa deixa-se 20 minutos de molho am àgua com umas gotas de shampoo, depois molhas bem a zona e passas a lixa suavemente com os dedos encostados uns aos outros. Passas ai umas 10 vezes, limpas e ves o resultado. Se necessário repetes. No fim secas muito bem e começas a remover as marcas com a esponja de corte e o UPP. Quando tiveres o brilho de volta e as marcas já não forem visíveis passas para a esponja de polir e o PP. Depois é só terminar.

    Wax on, wax off
    </p>

  6. #6

    Padrão Re: Re: Diferentes riscos = Diferentes procedimentos

    Obrigado pelo esclarecimento José.
    Mas isto com as minhas ferramentas (sabendo que não tenho rotativa)?
    Ou a solução que apresentaste tem solução apenas com rotativa?
    E porque não começar por usar talvez uma lixa mais fina? (3000/2000)
    Já agora é util usar no risco da porta algum preenchimento com tinta e verniz?
    Digo isto, e deixando a minha ezperiência, nas marcas pequenas de pedraditas, no Y preencho-as não com um pincel que por fino que seja é demasiadamente grosso, mas com um palito depois de passar na tinta, em todas as pequenas marcas, depois faço o mesmo com verniz e dou polimento e cera, para retiras excessos, e nivelar a pintura. Costuma resultar muito bem embora seja um trabalho moroso e de muita paciência. Será o mesmo procedimento ideal para esse risco na porta, em conjunto com o que escreveste?
    Por último, onde arranjar estas lixas?

    Um abraço
    Miguel Dinis

    <span style="color:maroon;font-family:helvetica;">Alfa Romeo 147 1.6TS Veloce Distinctive</span> - Nero Fuoco
    <span style="color:maroon;font-family:helvetica;">Alfa Romeo SudSprint 1.5 Veloce</span> - Grigio Nisida - 1982</p>

  7. #7
    Registado em
    Jun 2004
    Idade
    51
    Posts
    9,831

    Padrão Re: Re: Diferentes riscos = Diferentes procedimentos

    Se conseguires retocar tanto melhor, só que no fim nivelas com a lixa, e depois usas o processo que indiquei.

    Wax on, wax off
    </p>

Informações do Tópico

Usuários vendo este Tópico

Existem atualmente 1 usuários vendo este tópico. (0 membros e 1 visitantes)

Tópicos Similares

  1. Ora viva
    Por telmoguimaraes no fórum Apresentação à comunidade
    Respostas: 7
    Última Mensagem: 21-10-2006, 19:20
  2. Bem vindo ao saigon
    Por yamaha no fórum Off-Topic
    Respostas: 3
    Última Mensagem: 28-11-2005, 02:16
  3. Iniciação ao (pequeno) detalhe em carro preto.
    Por Tavarini no fórum Discussão sobre produtos
    Respostas: 13
    Última Mensagem: 28-07-2005, 15:39
  4. Estes são difíceis de detalhar!!!!!!!
    Por Rik no fórum Off-Topic
    Respostas: 2
    Última Mensagem: 09-02-2005, 15:38
  5. tejadilho do honda preto tratado ;)
    Por yamaha no fórum Pequenos Detalhes e Tratamentos
    Respostas: 8
    Última Mensagem: 09-02-2005, 14:42

Tags para este Tópico

Permissões de Mensagem

  • Você não pode postar novos tópicos
  • Você não pode postar respostas
  • Você não pode postar anexos
  • Você não pode editar seus posts
  •