Perda de Água, Seat Leon 2001, 1.9, 110cv

Como é óbvio... abarth_hp mas como houve alguém no tópico que falou na àgua do radiador só alertei para esse facto! E aproveito agora que após discussão com malta dos motores fiquei a saber que o G12 que falei é mesmo aconselhável para outras máquinas que não as do grupo VAG!

Até breve
 
A ventoinha não dispara ? ela tem que disparar, se não dispara aquece e pode queimar a junta da cabeça

e termostato pode estar estragado , penso eu é o que faz disparar a ventoinha
Não o termostato pode estar bom, o sensor que faz com que a ventoinha dispare é que pode ter ido à vida aconteceu isso no meu.
Conclusão com essa brincadeira e uma peça de menos de 5€ o carro teve que levar uma junta nova e o pistão rectificado.
 
Ve se a junta não estará rachada porque pode a agua sari pelo respiro do deposito, devido a pressão que ganha nos tubos de agua.
 
Boas, Caros membros.
Aqui estou eu novamente.
Quero vos dizer que usem obviamente água própria, no meu caso e penso que sejam quase todos do grupo Vag usem liquido G12 (avermelhado/alaranjado) é o que metem na marca e aconcelham. O mecânico quando montou o novo bloco no meu leon antes observou os tubos de refrigeração e estavam como novos. Tb ajuda a lubrificar a bomba de água. É verdade...atenção às bombas de água da concorrência. Grupo vag é um bocado limitado nos seus componentes, pois rapidamente ganham desgaste mas revisões bem feitas um Automóvel do grupo Vag será sempre um automóvel do grupo Vag.

- De 10000 em 10000 mil km, mudar oléo, filtro de óleo e de ar. O Óleo que uso é o Shell ultra diesel com a norma 505 00, pois o veiculo não têm injecção electrónica, se tiver metam um da AGip Prestige com a norma 505 01, é brutal )

Para carros que tê ar condicionado e fácil verificar se a ventoinha principal está a funcionar. Apenas ligar o ar condicionado. A ventoinha do radiador automáticamente tem que arrancar com a ventoinha mais pequena do ar condicionado

- De 20000 em 20000 mil km, mudar oléo, filtro de óleo, de ar e de gasóleo

- De 30000 em 30000 mil km, mudar oléo, filtro de óleo, de ar verificar cablagem e válvulas (se possivel com o vag com), comportamentos a frio e quente. Verificar comportamento do turbo.


-Nunca acelarar abaixo das 1500 rotações nas mudanças altas(se possivel baixar uma, fazendo um suave ponto de embraiagem)
-Nunca fazer altos arrancas com o veículo a frio.
-tentar não passar das 2500 rotações nas mudanças baixas.
-Filtro do ar é importante mudar sempre.(para quem faz mudanças de óleos de 30000mil... Mesmo assim aconcelho a mudar do filtro de AR de 10000 em 10000 mil. Pois aquilo torna-se poderoso em doenças :S.
- Se quer ter um Tdi é preciso saber estimalo.
-Nunca passar grandes periodos de tempo com o pé afundo no acelarador.

Espero ter ajudado pelo menos um bocadinho. Pois devo-vos agradecer.
 
Última edição:
É manutenção e cuidados são indispensáveis para a durabilidade de qualquer carro, assim como conduzir com consciência que a máquina tem os seus limites, principalmente nos diesel evitar grandes rotações ou grandes arranques a frio prolonga a vida da mecânica e evita gastos inesperados.;)
 
Só falta um detalhe importante....nos carros com Turbo não se deve desligar o carro imediatamente a seguir a parar. Convem deixar o carro a trabalhar ao ralenti durante 1 minutinho.

Se fõr um oleo 100% sintético parece-me um bocado exagerado mudar de 10.000 em 10.000......Estes oleos aguentam perfeitamente um ano ou 20.000km's
 
Claro esquecime desse promenor, desligar após um minuto para o turbo ficar bem lubrificado.

Pessoal um aparte! Importante! O meu Leon desde a muito tempo entrava em safe mode. Havia multiplos casos possíveis. Desde que fiz o que vou referir que mudou radicalmente. Não quer dizer que não volte a fazer mas o turbo ficou actuar mais cedo e a potência é bem melhor. Falaram em válvula de massa de ar, válvula EGR, N75, MAF(recuperadora do turbo), turbo com folgas, Geometria presa enfim isto dos TDIs pode ser mesmo muita coisa. Mas eis que reparei que os tubos de vacuo que ligam à válvula N75 e recuperadora da EGR (igual à N75, só muda a cor) entre "t's" e válvulas de retorno, estavam ressequidos, totalmente velhos. Após colocar tubos novos o carro ficou outro, pois o vácuo ficou muito melhor e já não perde pressão, já nem me lembrava o que era este carro a subir :), pessoal aconcelho a terem atenção a este circuito de vácuo, metam tipo tubos da BMW que são melhores e não ressecam facilmente. E assim resolvi um grande problema com pouco custo. Cumprimentos a todos
 
francelos01 , em relação ao exagerado. Poderá ser... conheço quem o mude aos 7500, mas acredita que é uma extrema garantia e é uma estima grande que temos para um bem que não custou 5€. Vai de cada um. Eu também para fazer 20000 preciso de 1 ano e meio a 2 , e o óleo estar tanto tempo no motor também não é bom. Posso gastar mais algum, mas tenho a certeza que o motor anda sempre bem lubrificado, salvo erro de algum defeito por parte de alguma norma dos óleos.

Cumprimentos, Fica bem
 
Sim eu estou para aqui a falar mas faço 5.000 km/ano e mudo o oleo todos os anos.......O que eu quero dizer é que com o desevolvimento e tecnologia que os lubrificantes sintéticos têm hoje em dia facilmente garantem as propriedades com 25.000 ou 30.000 km de uso.

Até porque o intrevalo de manuteções recomendado pelas marcas é muito mais um argumento comercial do que técnico. Uma marca que eu conheço começou com 25.000 ou um ano e passado dois anos mudou para 50.000 ou 2 anos, simplesmente para poder baixar as rendas das gestoras de frota. Isto com o mesmo motor e com o mesmo oleo....
 
Top