Tópico do Polimento (esponjas, polish, etc.)

Enter Sandman

Algarvio Detalhista
Tópico do Polimento (esponjas, polish -> pág. 1)

Boas malta,

como já terão notado existe uma proliferação de tópicos relativos

ao polimento, nomeadamente sobre que esponjas adquirir, quais as melhores,

assim como os polish, etc.


Tive, então, a ideia de criar um tópico onde se compilasse essa informação

num único tópico que, quando reunida a informação e caso a equipa

de moderadores assim o considere, poderia passar a sticky :).


A informação será actualizada na primeira página, sendo que os moderadores

poderão actualizar o tópico sempre que necessário ;).

Como não poderia deixar de ser conto com os vossos contributos para esta ideia resultar ;).


Update 16/01/08: Tabela de Abrasividade

Update 12/02/08: Tabela de Esponjas

Update 19/02/09: Tabela Menzerna



Cpts e Viagens Seguras a Brilhar:brilho.
 
Última edição por um moderador:
Boa.

A linha de polish da 1Z tem fillers ou é puro polish? O grojet não vai tirar o efeito do paint polish, por exemplo?
 

Enter Sandman

Algarvio Detalhista
Guia

Resolvi utilizar o seguinte guia, uma vez que é quanto a mim uma boa

base e que poderemos actualizar à medida que os contributos dos

vários users (exemplos, fotos, vídeos, etc.) assim o justifiquem;).


Polimento com orbital

Como é que se faz o polimento? O polimento é uma acção de fricção. Esta fricção é o resultado do tipo de produto (polish ou outro) e do tipo de esponja.

2.1. Esponjas

As esponjas para orbital utilizadas no detalhe são esponjas com base em velcro. Estas esponjas existem em várias densidades e permitem aplicar os polihes (ou outros produtos) de forma eficaz.

As esponjas caiem em três categorias: corte, polimento e acabamento.

Existem várias escolhas de esponjas disponíveis no detalhe. A escolha da esponja deve ser feita conforme o estado da superfície a tratar e também consoante a dimensão do prato. Normalmente deixa-se cerca de um centímetro entre o prato e a esponja, tendo esta sempre um diâmetro superior ao do prato. Isto deve-se, obviamente, a questões de segurança no trabalho - não queremos que o prato de velcro atinja a superfíce a tratar!

2.1.1. Corte
A esponja de corte é uma esponja densa que permite uma acção mais abrasiva.

Normalmente recorre-se ao corte para remover defeitos mais sérios da pintura. Muitas vezes usa-se este tipo de esponja em conjunto com os polishes mais abrasivos. Tudo depende das condições da pintura a tratar. Cada caso é um caso!

2.1.2. Polimento
A esponja de polimento é, como o nome indica, para polir. Queremos deixar a superfície uniforme, o verniz transparente e brilhante. É para isto mesmo. Normalmente é uma etapa imprescindível no tratamento das superfícies.

2.1.3. Acabamento
A esponja de acabamento é para acabamentos. Permite deixar a superfície com um brilho vibrante. É importante nas superfícies de côr escura e não tão essencial nas superfícies de côr clara.

2.2. Produtos

Já sabemos que tipos de esponjas existem, agora, que polishes existem?
Os produtos destinados ao tratamento das superficies pintadas caiem em três grandes categorias: compound, polish e glazer.

2.2.1. Compound
O compound é o tipo de produto mais abrasivo. É utilizado para retirar marcas de lixagem, defeitos graves. Normalmente aplica-se com máquina rotativa (não descrita neste guia). Esta gama de produtos tem vários níveis de abrasividade e normalmente não deixa a superfície com brilho. É possível aplicar alguns tipos de compound com orbital e com alguma técnica.

Um exemplo de compound disponível é o Menzerna Power Gloss (PG) que tem características especiais. Apesar de ser destinado a ser aplicado com máquinas de polimento (rotativas), porque é muito fino consegue ser utilizado com sucesso com orbitais (desde que com alguma velocidade). Também devido às suas características especiais deixa a superfície com algum brilho.

2.2.2. Polish
O polish destina-se a limpar com profundidade ou a retirar defeitos ligeiros. Por si só deixa brilho e uniformidade.

Existem em vários níveis de abrasividade nos polishes. O 1Z UPP (Ultra Paint Polish) é o mais abrasivo. Depois vem o 1Z PP (Paint Polish) ou o Menzerna IP (Intensive Polish). Ainda existem o 1Z MP (Metalic Polish) e o Menzerna FF (Final Finish).

2.3. Que produto/esponja aplico?

A escolha da variável esponja e da variável produto deve ser decidida antes de polir. Na generalidade dos casos inicia-se com a esponja de polimento e com o produto de abrasividade média, ou seja, o polish (1Z PP ou Menzerna IP).

Dependendo da situação em mãos pode-se aumentar ou diminuir a abrasividade através da esponja, através do produto ou de ambos.
Esta questão é difícil de explicar. Normalmente requer a experiência para sabermos o que funciona em determinadas situações e o que não funciona noutras.

É importante nunca aplicar nenhum conjunto mais abrasivo do que o necessário.

2.3.1. Carro com pintura nova ou carro tratado
Se o carro tiver uma pintura jovem devemos em primeiro lugar deixar curar a tinta. Normalmente leva entre um a dois meses. Os puristas falam em seis. Durante este tempo é importante tomar bem conta da pintura, pois não está protegida e queremos que fique imaculada até ao tratamento. É aconselhável ser lavado todas as semanas com cuidado.

Se o carro já foi tratado e queremos apenas fazer o polimento de manutenção, podemos seguir a partir daqui.

Chegando à altura do tratamento podemos aplicar o detalhe completo (fora do âmbito deste guia). Na fase de polimento e como a superfície está em condições, basta aplicar produtos pouco abrasivos. Normalmente o 1Z MP é mais que suficiente para remover marcas da plasticina e pequenas sujidades.

Se o carro está isento de swirls também poderemos recorrer aos polishes químicos (Grojet ou PwC). Estes conseguem limpar a superfície e deixá-la com um aspecto impecável.

2.3.2. Carro nunca polido
Um carro nunca polido está claramente a necessitar de cuidados. Dependendo do tempo de vida e seu estado, podemos (regra geral) aplicar inicialmente um polish médio: PP ou IP. Depois de uma aplicação pode decidir-se se foi suficiente, se mais uma ou duas passagens são suficientes ou se é mesmo necessário aumentar a abrasividade da combinação esponja/produto.

Aconselha-se sempre a não aplicar mais abrasividade do que a necessária. Muitas vezes vale mais a pena aplicar duas ou três vezes um polimento médio do que ir directamente a um abrasivo. A camada de verniz protector da pintura é muito fina e não há necessidade em diminuí-la. Mais tarde fará falta!

2.4. Como faço o polimento?

Estando a esponja limpa e seca deve-se aplicar uma ou duas borrifadelas de QD. De seguida aplica-se o produto na esponja a usar, ou em pontos da esponja espalhados ou num circulo a meio da esponja.

Espalha-se o produto na superfície a tratar, com a máquina desligada, numa secção de 60cm por 60cm. Com a máquina poisada na superfície ligamo-la e trabalha-se o produto.

Sempre avançando devagar, deve-se percorrer um quadrado imaginário numa direcção. Quando se chega ao fim do quadrado numa passagem, volta-se para trás deixando que a esponja volte a cobrir metade do que a passagem anterior cobriu. Quando se chega ao fim do quadrado, segue-se na direcção perpendicular.

Continua-se nesta rotina até que o produto comece a apresentar indícios de ficar seco ou desaparecer. Aí pára-se. Depois basta retirar o excesso com um pano microfibras limpo e seco.

2.5. Que velocidade devo imprimir?

Para efeitos de corte superior devemos usar de velocidades mais elevadas, enquanto que para polir usamos velocidades intermédias. Para aplicar produtos de finalização, recomendam-se as velocidades mais baixas.



3. Notas finais
Nunca se devem misturar produtos diferentes na mesma esponja e/ou no mesmo pano. Devem-se sempre utilizar panos distintos para produtos distintos e o mesmo com as esponjas.

Os panos, como todos sabem, podem ser lavados na máquina. As esponjas da orbital não. O ideal é lavar com água morna e detergente da loiça. Fazem-se algumas passagens com detergente e no fim enxagua-se muito bem. A secagem é feita ao ar.

As esponjas, depois de lavadas e secas (tal como os panos), podem ser utilizadas com outros produtos.


Nota: Obrigado ao autor deste guia que confesso não me recordo quem foi.


Tabela de Abrasividade




Tabela de Esponjas





*Obrigado por esta tabela CrazyScientist.




Cpts e Viagens Seguras a Brilhar:brilho.
 
Última edição por um moderador:

Painkiller

Top Gear addicted
Grojet é um selante por isso não é abrasivo. como tal só o vais utilizar depois depois de acabares de polir todo o carro...

Abraço


:detalhe
 

Enter Sandman

Algarvio Detalhista
Falta aqui muita informação que com o tempo e a colaboração de todos

surgirá. Estamos a tratar disso, por isso peço somente alguma calma

aos intervenientes para que fique em condições ;).


Agradeço os comentários;).



Cpts e Viagens Seguras a Brilhar:brilho.
 

crazyscientist

Efectivo
Gostava de ver mais respostas, saber se o grojet é compatível com o 1Z PP, se não vai estragar o trabalho deste. ;)
Eu ao usar a linha da 1Z utilizo como polish de acabamento o Metallic Polish que contém agente de protecção e assim podes passar directamente à fase de encerar sem necessitar mais nada. Se usares o grojet seja onde for sabes que este vai retirar o que lá estava antes, pelo poder de limpeza.
 

crazyscientist

Efectivo
Após o PP não vais dar mais nada sem ser o selante? Será que não fica pouca reflectividade, eu optaria por 1Z MP ou então Menzerna 106FF após o PP, para dar brilho e reflectividade.
 
Após o PP não vais dar mais nada sem ser o selante? Será que não fica pouca reflectividade, eu optaria por 1Z MP ou então Menzerna 106FF após o PP, para dar brilho e reflectividade.
A minha ideia inicial era seguir o processo descrito no manual. Depois do PP, selante e depois cera. Mas se o grojet vai tirar o PP, não faz sentido usá-lo, certo? Portanto, não sei se aplico só cera depois do PP ou outra coisa antes.

Mas esses fillers do PP desaparecem com o Grojet, mesmo depois de, imaginemos, meses?

Menzerna não é para aplicar só com máquina?
 

Tom106

Moderator
O Grojet tem poder de limpeza, dai limparo que esta por baixo... Faze-lo nao esta incorrecto caso se queria optar pelo aumento de protecção!

Quanto a Menzerna é mesmo uma linha de polish para er trablhada com maquina!
 

migueldefender

moderador Jag-Lover
Da 1Z existe ainda a linha de polishs profissionais que não contêm qualquer tipo de fillers. Mas da experiência que retirei ao usá-los (da 1Z) foi que a Menzenra será sempre a Menzerna e não é tão facilmente que se consegue equiparar a estes polishs.

Cumprimentos,
 

migueldefender

moderador Jag-Lover
Este tópico faz todo o sentido! ;)

No seguimento deste e à semelhança deste (http://www.detalhe.net/forum/showthread.php?t=3547), não seria interessante criar um how-to para lavagem das esponjas de polimento?
Tenho as fotos todas sobre esse tema que fiz na altura dos how to's precisamente para esse efeito. Não tive foi entretanto tempo de redimensioná-las e fazer algo que fosse facilmente perceptível. A ver se faço agora. ;)


Um abraço,
 

PMG

Efectivo
Tenho as fotos todas sobre esse tema que fiz na altura dos how to's precisamente para esse efeito. Não tive foi entretanto tempo de redimensioná-las e fazer algo que fosse facilmente perceptível. A ver se faço agora. ;)


Um abraço,
Excelente! :D

É mais uma daquelas coisas que por vezes podem fazer falta, na hora de arrumar a máquina ;)
 
Top